Pensamento...

"Eu sou o Colombo da minha alma e diariamente descubro nela novas regiões." | Gibran Khalil Gibran.

terça-feira, 25 de maio de 2010

O SILÊNCIO DAS AMPLIDÕES



Nos horizontes do Infinito,
Onde se perde o nosso olhar,
Miríades de estrelas a brilhar
Num festival de luz indescrito.

Mas, nosso pensamento restrito,
Pequenino demais para voar
E as alturas siderais devassar,
Cai sobre si mesmo, contrito!

E, genuflexos e de mãos postas,
À procura de muitas respostas,
Nos voltamos ao Altíssimo.

Em uma prece irrefreável,
Em palavras, impronunciável,
Perante um Céu Sereníssimo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar