Pensamento...

"Eu sou o Colombo da minha alma e diariamente descubro nela novas regiões." | Gibran Khalil Gibran.

domingo, 15 de novembro de 2015

A VIDRAÇA - CHICO XAVIER | CASIMIRO CUNHA

Quem saiba ver nos caminhos
A luz, a beleza, a graça,
Não foge à contemplação
Do símbolo da vidraça.

Existe em tamanhos vários,
Mostrando serviço e arte,
Satisfazendo ao conforto
Quase sempre, em toda parte.

Prestativa, atenciosa,
O homem não lhe traduz
A função maravilhosa
De abrir novo campo à luz.

Espelho caricioso
De muita delicadeza,
Seu esforço no trabalho
Tem enorme sutileza.

É que em todos os lugares,
Frente ao mesmo sol de amor,
Dá caminho à claridade,
Mas, conforme a própria cor.

Se vermelha, o apartamento
Guarda-lhe em tudo o matiz,
Parecendo cada coisa
Engrinaldada a rubis.

Se verde, a casa parece
De verdura peregrina;
Se azulada, é a cor do céu
Que se dilata e domina.

Na expressão do colorido,
Tem seu símbolo de escol,
Pois se o vidro é multicor,
Todo o sol é o mesmo sol.

Quem não percebe aí dentro,
Sem grandes indagações,
O Divino Amor de Deus
E as várias religiões?!...

***

Deus é sempre o mesmo Pai
Que ilumina, cria e sente:
Mas o homem o recebe
De acordo com a própria mente.

Referência:

XAVIER, Francisco C. | Espírito Casimiro Cunha. Cartilha da Natureza. 3.ed. Rio de Janeiro: FEB, 1979. 208p. p.173-174.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar