Pensamento...

"Eu sou o Colombo da minha alma e diariamente descubro nela novas regiões." | Gibran Khalil Gibran.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

CULTIVANDO A PACIÊNCIA



Excertos do cap. 10, Cultivando a Paciência, do livro A Espiritualidade em Quadras:

A paciência é definida nos dicionários como sendo uma virtude que consiste em suportar as dores, incômodos, infortúnios, etc., sem queixas e com resignação. Talvez seja a virtude mais necessária para o momento psicológico em que atualmente se encontra a criatura humana.
Emergindo do caótico século XX, agitado por guerras e revoluções, o homem contemporâneo chegou na encruzilhada do seu destino, cabendo-lhe importantes decisões que irão nortear o curso posterior da sua História.
Pressionado por angústias e aflições de toda sorte, precisa ter muita paciência, refletindo com calma e sabedoria diante dos rumos que deve seguir, tendo o máximo cuidado para não resvalar, como já ocorreu em outras épocas, nos despenhadeiros da loucura e da auto-destruição.
O cultivo constante da paciência vai desenvolvendo uma consciência precisa dos limites e potenciais que temos, fazendo com que saibamos o momento certo de esperar mais um pouco ou de agir rapidamente diante de uma situação determinada, o que não é nada fácil.
[...]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar