Pensamento...

"Eu sou o Colombo da minha alma e diariamente descubro nela novas regiões." | Gibran Khalil Gibran.

sábado, 2 de outubro de 2010

50 QUADRAS SOBRE O AMOR

50 Quadras sobre o Amor encerra a primeira trilogia da série 50 Quadras. Como o seu título indica, apresenta reflexões poéticas sobre o amor. São pequenos versos que exploram as infinitas dimensões que o amor assume em nossa vida, desde o amor por si mesmo até o amor incondicional por todas as criaturas.
A nossa capacidade de amar ainda é bastante limitada e os nossos esforços devem convergir justamente para ampliar progressivamente o raio da sua ação.
O amor ajuda e conforta, ampara e levanta, estende a mão e doa, liberta e assiste, esclarece e ilumina..., o amor ama!
Segue abaixo o prefácio do opúsculo:
É muito difícil escrever sobre o amor.
Talvez seja mesmo impossível traduzi-lo em palavras.
Entretanto, não é outra coisa o que os poetas de todos os tempos e lugares têm tentado fazer. Através dos seus versos querem penetrar nos arcanos, que são indevassáveis, do amor.
Guardadas as proporções, foi o que se intentou realizar aqui. Não dizer o que é o amor, mas refletir sobre ele e a importância que tem através de pequenas quadras.
Embora varie ao infnito e dependa da experiência pessoal de cada um, o amor referido aqui vai além dos grandes arroubos da paixão, buscando nele o que há de mais belo e sublime.
De eros a ágape, o amor deve ser presença constante em nossa vida, inundando nosso coração de contentamento e realização.
Este livrinho, assim, nada mais é do que um convite ao amor.
Quando o amor reinar na Terra, dominando todas as almas, por certo compreenderemos o que as mitologias antigas referiam como sendo o paraíso.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar